27 de dez de 2010

Design Zone for WAN/MAN


Confira aqui tutoriais da Cisco com dicas de Design para WAN, MAN, Voice, Security e muito mais ...

Projetar uma Rede envolve uma série de conhecimentos acerca das diversas tecnologias a serem empregadas, bem como de detalhes da implementação. Não é a toa que há uma pirâmide própria destinada aos especialistas de Design (CCDP e CCDE). Isso sem contar que a Certificação máxima da Cisco (CCA) também foca no Design.

Confira os tutoriais no link abaixo:
http://www.cisco.com/en/US/netsol/ns817/networking_solutions_program_home.html

Have Fun !!!

21 de dez de 2010

Carregue Labs rapidamente com o comando replace


Armazene as configurações de seus labs na flash do Roteador e as carregue para a memória RAM sem precisar reinicializar o equipamento.


Quando se está realizando uma bateria de laboratórios, perde-se um tempo considerável para apagar a configuração atual e subir uma nova. Para evitar este desperdicio de tempo, pode-se gravar a configuração de um lab em um arquivo .CFG dentro da flash e substituir o conteúdo da running-config sem reinicializar o equipamento.

Primeiro, vamos criar um diretório na flash para guardar nossos labs:

Router# mkdir flash:/labs
Create directory filename [labs]?
Created dir flash:/labs


Agora, vamos verificar se o diretório foi mesmo criado:

Router# dir
Directory of flash:/


11 drw- 0 Dec 19 2010 00:51:48 +00:00 labs


OK, Vamos criar um lab simples que ativa RIP em nosso roteador:

Router(config)#hostname Lab-RIP
Lab-RIP(config)#int f0/0
Lab-RIP(config-if)#ip addr 192.168.1.1 255.255.255.0
Lab-RIP(config-if)#no shutdown
Lab-RIP(config-if)#exit
Lab-RIP(config)#router rip
Lab-RIP(config-router)#ver 2
Lab-RIP(config-router)#netw 192.168.1.0
Lab-RIP(config-router)#no auto-summary
Lab-RIP(config-router)#end
Lab-RIP#


O próximo passo é gravar o conteudo da running-config em um arquivo .CFG na flash:


Lab-RIP#copy run flash:/labs/lab-rip.cfg
Destination filename [/labs/lab-rip.cfg]?

1700 bytes copied in 1.404 secs (1211 bytes/sec)


Vamos criar uma outra configuração com EIGRP e grava-la com outro nome na memória flash do router:


Lab-RIP(config)#hostname Lab-EIGRP
Lab-EIGRP(config)#int f0/0
Lab-EIGRP(config-if)#no ip addr
Lab-EIGRP(config-if)#int f0/1
Lab-EIGRP(config-if)#ip addr 192.168.2.1 255.255.255.0
Lab-EIGRP(config-if)#no keepalive
Lab-EIGRP(config-if)#exit
Lab-EIGRP(config)#int f0/1
Lab-EIGRP(config-if)#no shutdown
Lab-EIGRP(config-if)#exit
Lab-EIGRP(config)#router eigrp 100
Lab-EIGRP(config-router)#netw
Lab-EIGRP(config-router)#network 192.168.2.0
Lab-EIGRP(config-router)#no auto
Lab-EIGRP(config-router)#no auto-summary
Lab-EIGRP(config-router)#end

Lab-EIGRP#copy runn flash:/labs/lab-eigrp.cfg
Destination filename [/labs/lab-eigrp.cfg]?

1763 bytes copied in 1.580 secs (1116 bytes/sec)


Vamos conferir as duas configurações criadas na flash:


Lab-EIGRP# dir flash:/labs

Directory of flash:/labs/

12 -rw- 1700 Dec 19 2010 00:57:48 +00:00 lab-rip.cfg
13 -rw- 1763 Dec 19 2010 01:03:20 +00:00 lab-eigrp.cfg


Para ficar mais fácil a utilização destes arquivos, vamos criar 2 aliases (apelidos) para automatizar o uso dos labs:

Lab-EIGRP(config)# alias exec lab-rip configure replace flash:/labs/lab-rip.cfg force

Lab-EIGRP(config)# alias exec lab-eigrp configure replace flash:/labs/lab-eigrp.cfg force

Lab-EIGRP(config)#exit


Confira se os aliases foram criados:


Lab-EIGRP#sh aliases
Exec mode aliases:
h help
lo logout
p ping
r resume
s show
u undebug
un undebug
w where
lab-rip configure replace flash:/labs/lab-rip.cfg force
lab-eigrp configure replace flash:/labs/lab-eigrp.cfg force


Agora, é só digitar lab-rip ou lab-eigrp no prompt do modo privilegiado para carregar o lab desejado.

Have Fun !!!

13 de dez de 2010

2011 será o ano do IPv6 ???


Os endereços IPv4 disponiveis vão se esgotar em 2011. E agora, as empresas começarão a adotar IPv6 em larga escala ???


Como todos podem notar no contador ao lado, os blocos IPv4 disponiveis estão rapidamente se esgotando. Estava lendo um post no PacketLife onde o seu fundador, Jeremy Stretch, promete usar, sempre que possivel, exemplos no blog usando endereçamento IPv6 (apesar de reclamar que ainda há muita coisa sem suporte para este "novo" protocolo).

Bom, já começo o Ano-Novo ministrando um curso de IPv6 pelo NIC.BR em Porto Alegre (de 10/01/2011 a 14/01/2011) e creio que este é um assunto que daqui pra frente vai ser cada vez mais requisitado. Acho que todo profissional de Redes deve procurar saber mais sobre o assunto.

Baixem a Cheat Sheet de IPv6 criada pelo Jeremy, um pequeno resumo em PDF das caracteristicas do IPv6 em apenas uma página, clicando aqui.

E vcs, acreditam em saci pererê, mula sem-cabeça, DNSSEC e IPv6 ???

Abs,

Sua Cidade já é Digital ?


A Telebrás já começou a cadastrar prefeituras e provedores interessados em participar do Plano Nacional de Banda Larga. A partir da página da estatal na internet, é possível baixar formulários para informar a conexão desejada e a infraestrutura necessária.

O PNBL, lembra a Telebrás, atenderá tanto aqueles municípios que já dispõem de uma rede de fibras ópticas e têm interesse em interligá-la à rede nacional de telecomunicações em implantação pela estatal, quanto aqueles que não dispõem de infraestrutura e que podem contratar a empresa para a sua implementação.

No caso das prefeituras, aquelas que se tornarem parceiras do PNBL poderão fornecer banda larga para órgãos públicos localizados em seus respectivos municípios, além de ofertar o acesso diretamente aos cidadãos, desde que gratuitamente, e implementar cidades digitais.

Já os provedores poderão firmar contratos com a Telebrás para a compra de conexões no atacado, mas a revenda é limitada a R$ 35 por mês, para velocidades de 512 kbps. Até agora, cerca de 550 provedores já procuraram a estatal com interesse em contratar acesso – uma demanda estimada em 20 GB.

Até abril de 2011, a Telebrás deverá ter conectado as 100 primeiras cidades previstas no PNBL. A meta para o fim do próximo ano é chegar a mais de mil municípios – o objetivo é atender 4.238 deles até o fim de 2014.

Fonte:
http://www.guiadascidadesdigitais.com.br/site/pagina/pnbl-telebrs-comea-a-cadastrar-prefeituras-e-provedores

9 de dez de 2010

CCNA 3.1 sai do ar em 31/12/2010


Em 2011, só estará disponivel para os alunos do Netacademy o Curriculum do CCNA Exploration
.
O curso CCNA (3.1) foi substituído pelo novo curso CCNA Exploration no ano passado e todos os alunos e turmas deveriam ter sido migrados durante este ano.

O CCNA antigo não estará mais disponível para abertura de turmas no sistema a partir de 30/12/2010. Caso sua academia ainda esteja utilizando o conteúdo do CCNA 3.1, é fundamental migrar todos os alunos e turmas para o CCNA Exploration antes do final do ano.

Pelo menos nas academias em que atuei e ainda atuo em São Paulo, não há mais turmas ativas com o Curriculum antigo. Será que alguém ainda está usando este material ?

Já vi muita gente defendendo a idéia de que o Curriculum antigo era mais didático, ou mais "light", a evasão nas Academias parece ter aumentado com a adoção do novo Curriculum.

E vcs, o que acham ???

6 de dez de 2010

Cisco anuncia a morte de ... MARS !


Cisco anuncia as datas de end-of-sale e end-of life para o the Cisco Security Monitoring, Analysis, and Response System --> MARS


O último dia para solicitar o produto é 03 de junho de 2011. Já não é o primeiro produto de segurança a ser descontinuado pela Cisco neste ano

Confiram em:
http://www.cisco.com/en/US/prod/collateral/vpndevc/ps5739/ps6241/eol_c51-636888.html

5 de dez de 2010

Faça um Tour Virtual pelo DataCenter da Cisco

Vc vai se sentir como se realmente estivesse fazendo uma visita ao Datacenter ...

Tudo bem, concordo que seria mais legal poder ir conhecer o lugar pessoalmente, mas o tour virtual dá uma boa idéia da infra-estrutura necessária para manter um lugar destes

Confiram em:
http://www.cisco.com/web/about/ciscoitatwork/data_center/flash/dc_experience/index.html

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails