31 de dez de 2011

Grandes mudanças no NetAcademy em 2012


Até abril de 2012, o programa NetAcademy estará passando por profundas modificações...

Para diminuir a evasão e aumentar a qualidade de seu programa de treinamento, o Cisco NetAcademy anunciou uma série de alterações.

A começar pela estrutura administrativa, abolindo a antiga hierarquia de Academias Locais, Regionais e o CATC (aqui no Brasil representado pela UFRJ). Agora, todas as Academias serão subordinadas diretamente a Cisco e deverão também estar associadas a um Centro de Treinamento que lhes proporcione capacitação de Instrutores e suporte na utilização dos recursos didáticos do programa (os atuais e os que hão de ser anunciados em breve).

O objetivo é promover um aumento geral de qualidade no programa. Está previsto a inclusão de novas ferramentas de colaboração, além da melhor utilização das ferramentas atuais.

Por exemplo, em 01 de fevereiro de 2012 será disponibilizado aos Instrutores novas versões dos SBA (Avaliações baseadas em habilidades, Provas Práticas criadas com o Packet Tracer 5.3.2) com uma dinâmica mais elaborada que permita avaliar melhor os alunos.

Já ouvi boatos de que a Cisco estava querendo criar uma Prova Prática para o exame CCNA, aos moldes do que já ocorre com o CCIE, mas creio que o que ocorreu é uma confusão entre estas provas finais de módulo do Netacad com a Prova de Certificação.

Aliás, tenho ouvido muitos outros boatos acerca destas mudanças que estão por vir. Até mesmo por que já faz um pouco mais de 3 anos que a Prova CCNA não sofre mudanças, e muitos esperam uma nova versão da mesma em 2012.

Seja como for, o Netacad irá passar por grandes mudanças e todos nós estamos ansiosos por conhecê-las. Há quem fale até em uma alteração na carga horária dos módulos, passando das atuais 70 horas para 120 horas (o que tornaria o programa, a meu ver, extenso demais !!!).

Está aberta a temporada de especulações. E vc, o que acha que deveria mudar no NetAcad ???

30 de dez de 2011

Intensivão de Férias do EstudeCCNA.com.br


Se você quer aproveitar as Férias para dar aquele gás e se preparar para o exame 640-802 e se tornar um CCNA em 2012, vale a pena conferir esta excelente iniciativa do EstudeCCNA.com.br

Este grupo, criado sem fins lucrativos, tem o objetivo de ajudar os candidatos ao exame a se prepararem através da colaboração mutua de seus participantes.

Confira as instruções contidas no Blog:

A idéia é a seguinte:

Cada dia um tema será abordado (Será feito um planejamento para abordarmos os principais assuntos da prova)

Para cada tema um exercício ( No caso será o mesmo exercício para todos, e quando for lab também, assim quem não conseguir fazer vai tirando as dúvidas)

Vamos montar um fórum para não sobrecarregar o e-mail e vamos postar os exercícios e o material enviado na nossa página EstudeCCNA para futuras consultas

Ao final de cada tópico podemos montar um chat pelo Skype para discussão (Sempre sobre o tema abordado /dia)

Precisamos de colaboradores voluntários para moderar os exercícios, enviar vídeos, material, tirar dúvidas e Conduzir o chat. Podemos separar os temas por colaboradores. Quem se interessar, peço que envie um e-mail para estudeccna@gmail.com

Instrutores da academia, professores, certificados e profissionais da área, vamos precisar da ajuda de vocês!!

Aceito dicas e sugestões para organizarmos da melhor forma possível.

Para maiores informações, acesse:

http://estudeccna.com.br/testes/intensivao-de-ferias-do-grupo-estude-ccna/


Cisco Library Icons


Dezenas de icones contendo produtos Cisco para vc turbinar seus projetos !!!

Para quem precisa montar topologias contendo euipamentos Cisco, esta apresentação do powerpoint contendo diversos icones de produtos pode ser bastante útil.

Baixe o PPT no link abaixo e confira as dezenas de opções disponiveis em:

2010_Cisco Icons_7_6_10.rar

Have Fun !!!

29 de dez de 2011

VTP versão 3 - o retorno ???


Nova versão do protocolo proprietário da Cisco promete resolver velhos problemas. Será que vai pegar ???

O Virtual Trunking Protocol é um velho conhecido daqueles que estudaram e estudam para o exame CCNA. As versões 1 e 2 do protocolo trazem um problema de segurança muito temido: Qualquer novo Switch colocado no domínio que tenha um número de revisão maior do que o número atualmente usado pode sobrescrever o database de todos os Switches, independente deles estrem em modo Client ou Server.

Pois bem a versão 3 do VTP resolve este problema definindo um único Servidor Primário capaz de editar o vlan database do dominio. É possivel manter Servidores secundários mas estes só servem de backup para o primário mantendo as configurações na NVRAM.

Além disso, a versão 3 do VTP consegue propagar outros tipos de databases como instâncias de Multiple Spanning Tree (STP) e configurações de Private VLANs, coisas que o VTP até então não era capaz de fazer.

Esta versão do protocolo na verdade já não é tão nova, criada originalmente para CAT OS, foi portada para os IOS da familia 6500 e agora finalmente está disponivel para plataformas mais baixas como 3750, 3560 e 2960.

É um assunto não muito discutido e que não é cobrado nem no exame CCNP Switch, mas creio que é interessante revirar o cisco.com a procura de maiores informações sobre o VTP version 3.

Have Fun !!!

19 de dez de 2011

No ar... PORTAL DO IPV6 !!!


Hoje entrou no ar um projeto que venho trabalhando há vários meses: Um portal com serviços voltados para o novo protocolo da Internet.

Tenho muito orgulho em lhes apresentar: O Portal do IPv6 !!!

Durante o ano de 2011 tenho ministrado os cursos de IPv6 do NIC.br por todo o Brasil. Tive a oportunidade de conhecer muitas capitais tais como Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, João Pessoa, Palmas e, mais recentemente Natal.

No segundo semestre do ano fui convidado para escrever um livro sobre o assunto com o título IPv6 na Prática pela Editora Linux NewMedia, que deve pipocar já em janeiro de 2012. Além disso, eu e minha esposa Márcia tinhamos o sonho de ter um Portal na Internet para oferecer serviços relacionados ao tema, um espaço onde poderiamos compartilhar as experiências que o curso nos proporcionou.

Este sonho se torna realidade hoje, com a versão definitiva do site no ar. Já havia impresso a URL num cartão de visita que trazia uma página provisória mas agora o Portal está com uma carinha mais profissional. Espero que gostem !

Uma outra novidade é que estarei ministrando um curso presencial de IPv6 no periodo de 16 a 20 de janeiro, aproveitando as Férias do NIC e utilizando o tão cobiçado Lab do ipv6.br (isto mesmo, vamos usar o Lab oficial !)

Peço aos interessados que preencham o formulário de interesse no curso que se encontra em:

http://www.portaldoipv6.com.br

Agradeço o carinho que venho recebendo nos lugares por onde tenho passado, fico até emocionado quando encontro alguém num estado distante que diz que já conhece nosso trabalho aqui no NetFinders Brasil, isto é o que nos motiva a continuar !

Boa pra frente. 2012 será o Ano do IPv6 !!!

18 de dez de 2011

Juniper versus Cisco


Dica enviada pelo leitor Giovanni Sponhardi:

E ai Adilson tudo bom, sou Giovanni, grande admirador do blog netfinders.

Achei um material muito interessante sobre a Juniper, são dois videos.


- 1: desvendando os mistérios e mitos da arquitetura do Junos e softwares que eles distribuem de acordo com a tecnologia

http://www.youtube.com/watch?v=7rFbH5X-NYA&feature=related

- 2: e mais interessante uma empresa Great Lakes Computer, que desenvolvia soluções para seus clientes apenas em cima da plataforma da CISCO hoje trocaram para a JUNIPER

http://www.youtube.com/watch?v=lKL74Vx9E1o&feature=related

Neste mesmo assunto no site da Great Lakes mostra os comparativos dos equipamentos CISCO X JUNIPER, em minha opinião de forma bem sincera.

* Pena que todos são em inglês mais vale a pena conferir.*

abração

11 de dez de 2011

Será que um dia os endereços MAC irão se esgotar ?


Será que como ocorre com os endereços IPv4, enfrentaremos a escassez de endereços MAC algum dia ???

Dificilmente isto irá ocorrer, primeiro por quê os 48 bits de um MAC Address representam um número MUITO MAIOR de combinações: 2^48=281.474.976.710.656 de endereços possíveis.

Além disso, endereços MAC só tem significado local, ao contrário dos endereços IPs globais, e até poderiam ser repetidos, uma vez que, a cada salto, os endereços MAC de origem e destino mudam mas o IPs permanecem os mesmos de ponta a ponta, identificando de forma única cada host.

Acredito também que os fabricantes de placas de rede poderão reaproveitar números de série antigos (se é que já não fizeram isto), já que as primeiras placas de rede já devem ter ido para a lata de lixo há muito tempo !

Por fim, podemos concluir que a tecnologia Ethernet tem reinado nos últimos 30 anos e parece ainda ter muita vida pela frente e não será pela escassez de endereços que ela terminará um dia

Até o próximo post !

6 de dez de 2011

Realizando console via porta auxiliar

Vamos imaginar o seguinte cenário: Estamos realizando um troubleshooting remotamente, por exemplo, estamos no estado de São Paulo e o ambiente em que estamos realizando o troubleshooting encontra-se em uma cidade do nordeste, tais como Recife. Por algum motivo ainda desconhecido um equipamento qualquer, seja um roteador ou um switch, deixa de estar acessível para o troubleshooting. Em conjunto com um técnico local reiniciamos o equipamento, acreditando que o mesmo tornaria operacional novamente, mas infelizmente o equipamento continua sem acesso. Neste caso uma das possíveis soluções é a utilização de um técnica conhecida como reverse telnet.A técnica do reverse telnet utiliza a porta auxiliar do equipamento, que você possui acesso para acessar a porta console do equipamento que está inacessível. Será necessário realizar a configuração da porta auxiliar e utilizar um cabo do tipo "rollover" para conectar ambos os equipamentos.

A configuração é simples e deverá ser configurada conforme exemplo abaixo:

interface Loopback0
ip address 192.168.100.1 255.255.255.255

line aux 0
password cisco
login
modem InOut
transport input all
stopbits 1

O acesso será feito utilizando o comando telnet, conforme exemplo abaixo:

-Primeiro passo é descobrir qual é o Tty atribuido a porta auxiliar

Router#show line
Tty Typ Tx/Rx A Modem Roty AccO AccI Uses Noise Overruns Int
* 0 CTY - - - - - 3 0 0/0 -
65 AUX 9600/9600 - inout - - - 2 0 3832/458137 -
66 VTY - - - - - 1 0 0/0 -
67 VTY - - - - - 0 0 0/0 -
68 VTY - - - - - 0 0 0/0 -
69 VTY - - - - - 0 0 0/0 -
70 VTY - - - - - 0 0 0/0 -

Line(s) not in async mode -or- with no hardware support:
1-64

Router#

-Segundo passo é realizar o telnet utilizando a porta 20xx, onde o xx representa o número do Tty

RouterGateway# telnet 192.168.100.1 2065

Router#telnet 192.168.100.1 2065
Trying 192.168.100.1, 2065 ... Open


User Access Verification

Password:
Password OK

R2#

-Observação: Para retornar ao equipamento principal, utilize uma das sequencias de tecla listado logo abaixo:

CTRL+SHIFT+6 x ou CTRL+ALT+6 x (Dependerá da aplicação que você estiver utilizado, quem utiliza Minicom a segunda opção é a correta)

-Ao retornar para o equipamento principal, utilize o comando clear para realizar a desconexão com o outro equipamento

Router#clear line 65
[confirm]
[OK]
Router#

Esse laboratório fora realizado utilizando dois roteadores modelo Cisco 2610 e um cabo rollover da própria Cisco, cabo esse que é similar ao console da Cisco, a única diferença é que ele possui RJ45 nas duas pontas.

O uso do reverse telnet não é exclusivo de equipamentos Cisco, servidores com Linux, por exemplo, também podem usufruir desse benefício.

VSAT - Detalhes Técnicos 1

Olá pessoal, no dia 21/09/2011 escrevi sobre a "mágica" de estar em dois lugares ao mesmo tempo (veja o post). Hoje vou mostrar alguns detalhes mais técnicos sobre o VSAT.




O que é VSAT afinal... A sigla VSAT significa Very Small Aperture Terminal. É uma estação de satélite de duas vias que pode ser terrestre ou marítma, composta por uma uma antena no formato de "prato" (ou dish) e que não chega a 3 metros de diâmetro, sendo que a maioria varia entre 75cm e 1,2m.

Além desses componentes, existem:
- Block upconverter (BUC)
- Low-noise block converter (LNB)
- Orthomode transducer (OMT)
- Interfacility Link Cable (IFL)
- Indoor unit (IDU)

As velociades tipicamente podem variar entre 56Kbps e 4MB. O VSAT acessa satélites em órbita geoestacionárias para transmitirem os dados de um ponto a outro da Terra. Na África, o custo disso é muito elevado (cerca de US$ 5500,00 para aproximadamente 2Mbps)! Ou seja, internet razoável lá, só para as grandes empresas ainda.

3 de dez de 2011

As 75 Melhores Ferramentas de Segurança para Sistemas em Rede

As melhores Ferramentas de Segurança projetadas para os Sistemas Operacionais Windows, Linux e FreeBSD.

Esta dica veio da Márcia Florentino, minha esposa, que está participando do GTS 18, evento voltado para Segurança da Internet no Brasil promovido pelo NIC.br.

Algumas ferramentas são famosos clássicos como o NMAP e há também algumas novidades. Vale a pena conferir:

http://insecure.org/tools/tools-pt.html

Have Fun !!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails