7 de out de 2009

Seguro Contra Crimes Cibernéticos

Depois da onda de senhas de e-mails roubados descrita pelo Ricardo Nilsen em um post anterior, me chamou a atenção esta modalidade de seguro. Será viável ?

Vejamos algumas opiniões a respeito:

" Na busca por proteção contra este tipo de crime, o seguro começa a ser visto como um importante aliado para diminuir os riscos de prejuízos. “A busca por esse tipo de proteção aumentará bastante. Creio que estamos nos estágios iniciais da utilização de seguros para esses tipos de risco. Todos os intervenientes — empresas, indivíduos, governos, seguradoras e resseguradores — estão aprofundando a compreensão dos riscos e das perdas possíveis, buscando a necessária simetria do conhecimento para a evolução dos negócios de seguro”, afirma Sidney Dias da Silva, presidente da Comissão de Processos e Tecnologia da Informação da Federação Nacional de Seguros Privados e de Capitalização (Fenaseg). "

" No Brasil, no entanto, a oferta deste tipo de produto praticamente não existe. Em abril de 2005, a Mapfre Seguros lançou o Esurance. Trata-se da primeira apólice de que se tem notícia, no país, de seguro para cobrir danos aos sistemas e prejuízos financeiros sofridos pelo segurado, decorrentes da interrupção das suas atividades como resultado de ataque de hacker ou vírus, invasão de privacidade, danos aos sistemas de terceiros, entre outros.

O produto, no entanto, não deslanchou como esperado e agora está sendo revisto. A informação é do vice-presidente da Orypaba Corretora de Resseguros, Rodrigo Protasio, responsável pela reformulação. A Orypaba representa no Brasil o grupo Jardine Lloyd Thompson e suas empresas JLT Re e JLT Risk Solutions. O trabalho de reformulação do produto está sendo feito em parceria com o Lloyd`s de Londres e o Kiln, grupo de underwriting. Com base na experiência internacional dos parceiros, a Orypaba e a Mapfre estão adaptando o seguro às características e à legislação do mercado nacional. “Estamos traduzindo as condições e adequando-as ao mercado brasileiro”, explica Protasio. "

E vc, o que acha ???

Referência:
http://www2.irb-brasilre.com.br/site/revista/304/pages/emfoco.htm

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails