21 de jan de 2013

Albert Einstein vai de Cisco em telemedicina


O Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) adotou dispositivos móveis de vídeo da Cisco para um projeto piloto de telemedicina.

O projeto é voltado a otimizar a comunicação entre as equipes da UTI e pronto socorro do Hospital Municipal Moysés Deutsch - M'Boi Mirim e da Central de Telemedicina do Hospital Albert Einstein, ambos em São Paulo, para dar assistência a pacientes graves, no caso de ausência de especialistas na unidade pública ou da necessidade de segunda opinião.

Em fase piloto, o programa já resultou em mais de 70 avaliações no pronto-socorro e na UTI do hospital municipal desde maio de 2012, com casos analisados em tempo real pela equipe do HIAE em esquema 24x7.

Segundo Milton Steinman, um dos médicos que coordena o projeto no HIAE, os dispositivos móveis da Cisco facilitam o trabalho por trazer recursos de uso em saúde como consulta remota de pacientes, cuidado virtual e educação médica.

A solução também possibilita o compartilhamento de conteúdos, gravação, firewall e capacidade de gestão.

“Uma das vantagens da utilização da telemedicina é a redução de tempo e custos, uma vez que o uso da tecnologia para avaliação à distância e em tempo real diminui a necessidade de transferência de pacientes para outros hospitais”, afirma Steinman.

Os investimentos em TI têm sido uma constante no Albert Einstein.

Em dezembro passado, o hospital paulista afirmou ter se tornado a primeira organização do país a implementar o Microsoft System Center 2012.

A instituição assinou um contrato de adoção antecipada com a Microsoft e implantou o sistema antes mesmo que ele fosse lançado no mercado, com a meta de automatizar processos e reduzir o uso de formulários e guias em papel.

Composto pelo Windows XP e mais 140 sistemas de apoio, incluindo Windows 7, já com Office 2010 e Internet Explorer 9, o System Center permitiu ao hospital economizar de 30% a 40% do tempo que seria gasto se fosse necessário fazer a migração para o Windows 7 manualmente.

O Hospital Israelita Albert Einstein possui seis unidades na caital paulista, além de manter o Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa e o Programa Einstein na Comunidade de Paraisópolis.

Ao todo, são cerca de dez mil funcionários.

No fim de 2011, o hospital divulgou relatório informando ter realizado investimentos gerais de mais de R$ 1,18 bilhão nos últimos cinco anos.

Fonte: http://www.baguete.com.br/noticias/18/01/2013/albert-einstein-vai-de-cisco-em-telemedicina

Um comentário:

Thiago Correia disse...

Galera,

O hospital é cliente da empresa Nec onde possui vários projetos de rede em fase de elaboração e alguns já em fase de implantação.

Abaixo um link da Nec, divulgando parte de seu projeto em conjunto com o hospital.

http://br.nec.com/pt_BR/case/byindustry/alberteinstein.html

Realmente o hospital está investindo em soluções de rede.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails