29 de mai de 2013

SDN: todos contra a Cisco



Uma grande batalha está prestes a acontecer na área de redes, enfrentando a líder inconteste Cisco com todo tipo de concorrentes, desde multinacionais até startups, turbinadas pela tendência emergente das redes definidas por software (SDN, na sigla em inglês).

Com o SDN, os administradores podem gerenciar roteadores e switches por meio de software. É a aterrizagem no setor de networking a tendência de virtualização que revolucionando o resto da indústria de TI nos últimos anos.

Durante o Ethernet Inovation Summit, evento comemorativo dos 40 anos da criação da Ethernet realizado pela Net Events que reuniu jornalistas e analistas na Califórnia, gigantes como HP, Juniper e Dell se juntaram com novatas como a Nuage Networks para tentar capturar o máximo possível do hype em torno do SDN, enquanto a Cisco manteve uma postura mais discreta.

“O futuro é sobre ser aberto. Todo mundo ganhará participação com um ambiente aberto e otimizado, menos a Cisco", afirmou o vice presidente de Enterprise Marketing da Juniper Networks, Steve Collen dando a tônica em uma mesa redonda com representantes da Dell, HP e Cisco.

Para a Cisco, que detém 65% do mercado de switches Ethernet, avaliado em US$ 20 bilhões, segundo uma avaliação do Synergy, além de deter 70% do mercado de roteadores e lideranças nas áreas de sistemas de voz, WLAN e telepresença, a ameça do SND não é tão grande assim.

“Nós vamos apoiar standarts abertos, mas nós continuamos a acreditar na necessidade de inovar em hardware. Fomos nós que introduzimos standarts como Power over Ethernet, tag switching e MPLS”, rebateu Sachin Gupta, diretor senior de Enterprise Networking da Cisco.

No momento, os números não justificam a conversa sobre a inevitável comoditização do mercado de networking, com clientes migrando do hardware caro da Cisco para opções mais baratas, nas quais as funcionalidades são produto de apps em uma camada de software.

O SND é um mercado de apenas US$ 360 milhões no momento, podendo chegar até US$ 3,7 bilhões até 2016 na avaliação do Gartner. Os números incluem tudo – da infraestrutura de redes e camadas de aplicações até soluções de monitoração e serviços profissionais.

Mas as coisas tem se movido rápido. Em julho do ano passado, a VMware chamou a atenção do mercado esta semana ao investir US$ 1,26 bilhão na compra da Nicira, uma startup especializada em uma tecnologia aberta de gestão de tráfego de rede baseada no padrão Open Flow.

A própria Cisco investiu US$ 100 milhões na startup Insieme, com possibilidade chegar a até US$ 750 milhões. A Alcatel Lucent criou a Nuage Networks para atuar nesse mercado.

“Não é um hype porque a demanda é real. As redes são configuradas manualmente há 30 anos e isso simplesmente não vai escalar para a as novas necessidades dos clientes”, avalia Mike Banic, vice presidente de Marketing da HP Networking.

Uma prova do ponto de Banic é o fato do Google ter decidido criar seu próprio protocolo baseado em SDN para gerir seus enormes data centers.

Mesmo em termos de participação de mercado as coisas podem já ter começado a se mexer.

Arpit Joshipura, vice presidente de Marketing de Produto da Dell Networking, mostrou números da consultoria Dell Oro Group, indicando que a Dell já saltou da sexta para a terceira colocação, no mercado de Enterprise Ethernet.

No primeiro trimestre, a Cisco teria caído 5 pontos percentuais (mesmo assim, permanecendo com mais de 70% do mercado), enquanto a HP se manteve no mesmo nível e a Dell subiu 1,8%.

Se é o primeiro passo numa mudança significativa no mercado ou apenas um pequeno tremor numa trajetória de liderança da Cisco, ainda não é possível saber.

* Maurício Renner cobre o Ethernet Inovation Summit à convite da Net Events.

Fonte: http://www.baguete.com.br/noticias/27/05/2013/sdn-todos-contra-a-cisco

2 comentários:

Fernando Avelino disse...

muito interessante, mas também muito alarde do mercado, empresas grandes ja trabalham com configuração por template em software fazem muitos anos, a diferença é que o SDN é "aberto", não creio que isso vai influenciar da forma como pensam nosso dia a dia da noite pro dia, acho que o SDN será uma solução para mercados específicos, além do mais o SDN ainda é bem limitado, não existe interoperabilidade de versões, ao migrar para uma versão superior é preciso reprogramar tudo do zero, acho que o maior oba oba foi pq o Google implementou

André Ortega disse...

No momento concordo com você Fernando.


Cisco tem sua solução de SDN também...
http://www.cisco.com/web/solutions/trends/open_network_environment/index.html

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails