13 de jan de 2010

Google faz planos para explorar área de energia...

"Enquanto o Google cresce, cresce também seu apetite por eletricidade... "


Achei impressionante uma companhia de Internet (entre muitas outras coisas) também se interessar por: energia!


Faz muito sentido, uma vez que o nosso mundo virtual e remoto é o mundo real deles!


Coud Computing, Grid Computing, SaaS (Software as a Service), etc. tudo rodará online, ou seja, nos Data Centers de empresas como o Google.


Bem, como os Data Centers (queira ou não) são grandes consumidores de energia, mais uma vez, faz todo o sentido.


Vejam:


"No fim do mês passado, a companhia, sediada em Mountain View, na Califórnia, inusitadamente pediu uma licença da Comissão Federal de Regulamentação da Energia dos Estados Unidos (Ferc, na sigla em inglês) para se tornar uma distribuidora de eletricidade e ganhar a autoridade para comprar e vender energia a granel a preços de mercado, da mesma maneira que várias elétricas de grande porte.


A empresa, que apresentou o pedido por meio da subsidiária Google Energy, afirma que a licença a ajudará a administrar melhor o suprimento de suas próprias operações e melhorar o acesso a fontes renováveis. O pedido também permite vislumbrar quanto as grandes empresas de tecnologia estão consumindo de eletricidade para operar suas vastas redes de servidores e mainframes.


Embora mais de 1,5 mil empresas já sejam autorizadas a comercializar eletricidade nos EUA, a grande maioria são concessionárias de serviços públicos ou geradoras. A medida é inusitada para uma companhia de internet e tecnologia, embora algumas empresas que operam lojas ou fábricas, como a fabricante de material de decoração Kohler, a produtora de alumínio Alcoa e a rede de supermercados Safeway também tenham licenças da Ferc.




Não se sabe qual o uso de energia do Google; a companhia não revela quantos centros de dados opera ou onde cada um é localizado. Em abril, ela afirmou que seus bancos de dados são os mais eficientes do mundo, considerando o que pode determinar, mas não quis dar detalhes."


Fonte: Jornal Valor Econômico.
Um abraço,
Sandro Leite.

Um comentário:

Adilson Florentino disse...

Opa ! Muito interessante o POST

Realmente o Google é a bola da vez. Vcs estão acompanhando a ameaça do Google de encerrar suas operações na China devido a um ataque hacker ?(que se atribui ao próprio governo chinês !)

Confira em:
http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5gYeVeoiJokeOwcAscTFp3Kjhg4Pw

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails