7 de jun de 2014

Estouro da Tabela Global: Mito ou Verdade ???


Já alcançamos as 500 mil rotas em IPv4. Há motivos para preocupações ?

A figura acima pertence ao cidr-report e comprova que já batemos a marca dos 500.000 prefixos IPv4 anunciados via BGP. Há quem diga que metade disso é lixo e poderia ser sumarizado caso todos os ASNs seguissem as boas práticas para anunciar seus prefixos.

Mas o fato é que a tabela continua a crescer. Em 2009 ela possuía apenas 300.000 prefixos, então tivemos um crescimento de mais de 60% em 5 anos. O que isso impacta em termos de hardware ?

Os roteadores tem um limite máximo de rotas que podem armazenar na FIB (Forward Information Base) que é uma compilação da tabela de rotas em hardware com o objetivo de maximizar a performance. O comando abaixo mostra o tamanho da FIB num router Cisco - plataformas 6500/7600:

Router# show mls cef maximum-routes
FIB TCAM maximum routes :
=======================
Current :
---------
IPv4 + MPLS - 512k (default)
IPv6 + IP Multicast - 256k (default)

Como as caixas mais parrudas dos outros fabricantes se comportam ? Eu creio que não de maneira muito diferente disto.

Para quem tem uma caixa destas e mantém BGP Full Route, está bem próximo do teto. O que fazer ? É possível reparticionar a TCAM e liberar mais espaço para o IPv4. Em um Cisco usamos o comando : mls cef maximum-routes ip

Mas dai surge a seguinte questão: Como ficará o tamanho da tabela BGP IPv6 nos próximos anos ? Hoje ela nem chega aos 20.000 prefixos, mas com a escassez do IPv4 todos nós esperamos um crescimento acentuado das rotas v6.

E a tabela IPv4 ? Irá parar de crescer, encolher ou permanecer como está ?

Sem endereços públicos disponíveis, é muito improvável que ela cresça, mas, mesmo que ela se mantenha estável e o IPv6 cresça, o consumo de TCAM tende a se manter.

Como IPv4 e IPv6 devem coexistir por anos a fio, não vejo por quê a tabela v4 iria diminuir, pois os prefixos continuarão a ser usados.

Alguns defendem a idéia de que os fabricantes resolvem este problema de letra oferecendo caixas com mais TCAM. Será ? E a que custo ?

Acho que só o tempo dirá...

Fonte: Esta discussão foi iniciada em: http://packetlife.net/blog/2014/may/6/global-ipv4-routing-table-hits-500k-routes/

4 comentários:

Uesley Corrêa disse...

Uso Quagga com dois upstreams e não estou tendo problemas com o crescimento da tabela v4. Tenho também v6 com aproximadamente 18k rotas, meu hardware está segurando legal. Estou para colocar um Edge Router PRO (baseado no VyOS) no lugar para ter um target maior.

Adilson Florentino disse...

Legal Uesley, mas vc consegue definir até quantas rotas o Quagga conseguiria suportar sem abrir o bico ? Provavelmente não e por isso está pensando em colocar algo maior.

Acho que este é o X da questão.

Abs,

Uesley Corrêa disse...

Acredito que suportaria fácil umas 700k rotas. Talvez, suporte mais, mas será necessário um ajuste na kernel do Linux para otimizar memória e processador para suportar as rotas da RIB e da FIB. Já usei Quagga com 6 Full Routing, rodando tranquilo, roteando 600Mb.

Victor Mosconi disse...

O padrão do cisco 6500 são 500k de rotas v4. Podendo ser aumentado para 1000k

Até a descoberta do procedimento de aumento de tabela , isso pode dar uma dor de cabeça pois é necessário reinicialização da caixa.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails